segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Pode ser que eu esteja errado


Pode ser que eu esteja errado, mas gosto de caminhar em meio a alguns aparentes paradoxos. Um Deus que é soberano sobre tudo e todos, mas cede às suas criaturas liberdade de arbítrio, onde estas decisões geram até mesmo violência e morte, deixa alguns a pensar que Deus não é tão soberano assim. O problema é que precisamos redefinir o conceito de soberania.
Entendo soberania como a crença de que nada pode impedir Deus de executar sua vontade a não ser Ele mesmo. O homem é livre porque Deus quer, e não porque Deus foi destituído de sua soberania.

Pode ser que eu esteja errado: um Deus que possui a onisciência como um de seus grandes atributos, certamente conhece cada um que entrará pelos portais da eternidade, mas nem por isso predestinou tais criaturas.

Pode ser que eu esteja errado: creio que a Bíblia é a Palavra de Deus e contém a palavra do homem, todavia, contém até mesmo a palavra do diabo. Oohhh!!! não deveria ter dito isto – os fundamentalistas vão me execrar.

Pode ser que eu esteja errado: creio que a oração é umas das ferramentas mais poderosas que temos a nosso favor, porém, alguns podem se perguntar: "pra quê orar solicitando as benesses e livramentos de Deus se Ele sabe de tudo que acontecerá comigo daqui há dez ou vinte anos?" Faz-se necessário reformularmos nossos modelos de orações. Na verdade, o resultado da oração não é necessariamente a mudança da situação a respeito da qual se ora, mas a mudança da pessoa que ora, pois a mudança da situação a respeito da qual se ora é uma possibilidade, mas a mudança do coração e da mente de quem ora é uma realidade.
.
Pode ser que eu esteja errado: estudar teologia é uma loucura. Como pode um ser limitado que sou, tentar dissecar um Ser ilimitado que é o EU SOU? Para não enlouquecer, apelo para o Consolador, o Deus conosco.

Pode ser que eu esteja errado: creio que fé é coragem de acreditar que os valores, princípios e verdades propostos por Jesus são suficientes para enfrentar a vida com tudo o que ela trouxer, de bom e de ruim. Mas muitos insistem apenas na definição do escritor da epístola aos hebreus, pautando sua fé apenas em tentar mover a mão de Deus por meio de milagres e operações de maravilhas.

Pode ser que eu esteja errado: creio que a salvação e vida eterna são verdades absolutas do cristianismo, mas muitos chegarão no céu sem nunca ter ouvido a mensagem de salvação desenvolvida pelos enlatados teológicos americanos.

Pode ser que eu esteja errado: creio em todas as narrativas bíblicas que pontuam verdades sobre o dízimo e ofertas, mas também creio piamente que o dízimo não é para a igreja do Novo Testamento. Apesar de ser um "dizimista fiel", bato na tecla de que Deus não está preocupado com os meus dez por cento, e sim, no meu ato de dar com alegria e voluntariamente. Os dez por cento é apenas um parâmetro; mas muitos insistem em dar até os centavos do líquido ou do bruto, achando que Deus se deixa enganar por nossa barganha.

São apenas algumas considerações de um acrisolado estudante de teologia.

Pode ser que eu esteja totalmente errado...

2 comentários:

Rinaldo Santana disse...

Graça e paz, Que Deus abençoe o irmão que não pode estar errado em ter acertado!!!

Em Cristo
José Rinaldo de Santana
www.rinaldoeapalavra.blogspot.com

Junior disse...

Paz Rinaldo,

Grato pelas palavras.
Talvez em algum item pode ser que eu esteja certo.

Abraços,
Junior

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails