quinta-feira, 16 de outubro de 2008

O imensurável amor de Deus

"Uma tarde Davi levantou-se da cama e foi passear pelo terraço do palácio. Do terraço viu uma mulher muito bonita tomando banho e mandou alguém procurar saber quem era."
2 Samuel 11.2,3 (NVI)
Vivemos em uma cultura pós-moderna. O pós-modernismo sustenta que cada indivíduo define o que é certo e o errado – não existe um padrão único a seguir. “Meu certo pode ser seu errado e não há nenhum mal nisso”. Esta perspectiva firmou raízes tão profundas e indeléveis em nossa cultura que quase se compara a uma lei da natureza.
Os cristãos, porém, acreditam que a Bíblia seja o padrão definitivo de certo e errado, a autoridade final. As palavras de Deus estão registradas ali. Ela ocupa o posto de único guia confiável pelo qual devemos orientar nossas vidas e se preparar para a eternidade.
Davi conhecia bem a lei de Deus dada a Moisés. Na maior parte de sua vida, este antigo pastor de ovelhas a seguiu, consciente de que as regras estabelecidas pelo Senhor são os limites que mantém a nós, ovelhas do seu rebanho, circunscritos aos melhores pastos. Porém, ele fechou os olhos para essa lei na noite em que espiou Bate-Seba de cima do terraço. Sua paixão desenfreada o compeliu a cometer um grande engano. As Escrituras relatam que ele sofreu enorme angústia por causa disso. O pecado, incrivelmente divertido durante algum tempo, no final sempre produz dor.
Como Davi, cada um de nós comete erros. Alguns por ignorância antes de nos tornarmos crentes, outros já sabendo bem o que estamos fazendo. Em geral, nossos enganos têm duras conseqüências. Porém, à medida que observamos com que ternura Deus cuida de nós, podemos fazer nossas as palavras de Davi no salmo 103.10: “Não nos trata conforme os nossos pecados nem nos retribui conforme as nossas iniqüidades” (NVI). O preço que pagamos pelo pecado nem se aproxima do valor devido, tudo por causa do resgate providenciado por Jesus em nosso lugar.
É apenas com este entendimento que conseguimos alcançar as pessoas inseridas em nossa cultura pós-moderna, às quais falta um centro de autoridade. Quando os incrédulos descobrem o profundo amor de Deus por eles, começam a compreender o amor demonstrado nas diretrizes contidas em sua Palavra, a Bíblia. E aprendem que Jesus fez o que fez por amor a nós e também a eles. Passam a ver a Bíblia como uma longa, longa história do imensurável amor de Deus.

4 comentários:

Faculdade Evangélica SP disse...

Muito bom o blog, realmente muito instruitivo, vou passar o endereço adiante.
faculdade evangelica

Seminário disse...

Que Deus continue abençoando seu trabalho e nos edificando com seus post Fica Na Paz!!!!
Seminario Internacional Teologico de São Paulo

Shayene disse...

Oi Junior,a Paz!E a Shayene...
Poxa muito legal seu blog,acredito que está abençoando a vida de muitos irmãos.Não pare!De vez em quando eu vou vim aqui...pois ele está sendo um blog muito produtivo na vida dessas pessoas.
Fique com Jesus!abraçosss

Junior disse...

Olá Shayene!

Fico feliz de ter gostado de nosso blog. Volte mais vezes. Tenho certeza que seremos todos edificados de alguma forma.

Abraços,
Graça e Paz.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails